fbpx

Doar leite humano é colaborar para que bebês tenham mais saúde e bem-estar

O leite humano é de vital importância para o crescimento e desenvolvimento saudável dos bebês, fornecendo uma combinação única de nutrientes e substâncias biologicamente ativas, que não podem ser replicadas por nenhum substituto comercial.

Doar leite humano é importante por várias razões, principalmente porque ele é um alimento fundamental para bebês prematuros e recém-nascidos, que não podem ser amamentados por suas mães biológicas.

Veja algumas razões pelas quais a doação de leite humano é crucial:

  • O leite materno é a melhor fonte de nutrição para bebês, fornecendo todos os nutrientes necessários para um crescimento saudável nos primeiros meses de vida.

Para bebês prematuros ou doentes, o leite materno é especialmente importante, pois é facilmente digerido e fornece anticorpos vitais para fortalecer o sistema imunológico.

  • O leite humano é facilmente digerido pelos sistemas digestivos imaturos dos bebês, proporcionando conforto e reduzindo o risco de problemas gastrointestinais, como cólicas e constipação.
  • Ele contém uma variedade de substâncias imunológicas, como anticorpos, células imunológicas e fatores de crescimento, que protegem os bebês contra infecções e doenças.

Bebês prematuros e aqueles com condições médicas podem ser particularmente vulneráveis ​​a infecções, e o leite humano pode ajudar a reduzir o risco de complicações.

  • O leite materno contém ácidos graxos essenciais e outros nutrientes que são importantes para o desenvolvimento saudável do cérebro, olhos e sistema nervoso central.

Para bebês prematuros, esses nutrientes são ainda mais importantes para ajudar no desenvolvimento adequado.

  • Bebês que não podem ser amamentados diretamente por suas mães, receber leite humano doado pode ajudar a promover um vínculo emocional entre o bebê e os cuidadores, fornecendo-lhes os benefícios físicos e emocionais do leite materno.
  • Para mães que não podem amamentar por razões médicas, como problemas de saúde, uso de determinadas medicações ou dificuldades de produção de leite, o leite humano doado oferece uma alternativa valiosa para alimentar seus bebês.

 

Quer doar leite humano? Saiba como.

Qualquer mulher que esteja amamentando e produzindo mais leite do que seu bebê consome pode ser uma doadora de leite humano.

No entanto, os bancos de leite humano geralmente têm critérios de elegibilidade que as doadoras precisam atender para garantir a segurança e a qualidade do leite doado.

Os critérios comuns de elegibilidade podem incluir:

  • As doadoras devem estar em boa saúde geral, sem infecções ativas ou doenças que possam afetar a segurança do leite humano.
  • Fumar ou usar drogas ilícitas pode afetar a qualidade do leite humano e representar um risco para os bebês receptores.
  • Alguns medicamentos podem ser prejudiciais aos bebês receptores por meio do leite materno. As doadoras devem informar ao banco de leite humano quaisquer medicamentos que estejam tomando para avaliação de segurança.
  • Um estilo de vida saudável, que inclui uma dieta balanceada e exercícios regulares, é importante para garantir a qualidade do leite humano doado.
  • As doadoras devem praticar sexo seguro para reduzir o risco de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.
  • As doadoras não devem ter infecções mamárias ativas, como mastite, que podem afetar a segurança do leite humano.

Além disso, algumas instituições podem ter critérios adicionais, como restrições relacionadas à idade, peso corporal ou histórico médico específico.

É importante entrar em contato com o banco de leite humano local para obter informações detalhadas sobre os critérios de elegibilidade e o processo de doação.

 

Como é feita a doação de leite humano?

A doação de leite humano é um ato voluntário e generoso, que pode fazer uma grande diferença na vida de bebês vulneráveis.

Se você estiver interessada em doar, entre em contato com o banco de leite humano local para obter mais informações sobre o processo de doação e os requisitos específicos.

Para doar leite humano, é importante seguir alguns passos simples e garantir que o processo seja feito de forma segura e eficaz.

A partir do momento em que a doadora se enquadra nos critérios de elegibilidade, que são definidos pelo banco de leite humano que atua na região de moradia, a mulher receberá instruções sobre como coletar o leite de maneira higiênica e segura, em sua própria casa.

Isso geralmente envolve usar uma bomba de extração de leite esterilizada para retirar o leite e armazená-lo em recipientes limpos e seguros.

O leite humano doado deve ser armazenado em recipientes próprios para alimentos e etiquetado com a data e hora da coleta. Ele pode ser armazenado na geladeira por um curto período de tempo ou congelado para uso futuro.

Após coletar uma quantidade suficiente de leite, entre em contato com o banco para agendar a entrega. Eles fornecerão instruções sobre como embalar e transportar.

O leite humano doado será processado pelo banco, onde será pasteurizado e testado para garantir sua segurança.

Depois de processado, o leite será distribuído para bebês prematuros e recém-nascidos que necessitam.

 

Quem são os bebês que precisam de leite humano doado?

Existem várias categorias de bebês que podem se beneficiar do leite humano doado, em especial os que não podem ter acesso ao leite de suas próprias mães, que são:

  • Bebês nascidos prematuramente, especialmente aqueles com menos de 32 semanas de gestação, que podem ter sistemas digestivos imaturos e dificuldade em digerir fórmulas infantis;
  • Bebês nascidos com baixo peso ao nascer (menos de 2.500 gramas) podem se beneficiar do leite humano doado para ajudar no ganho de peso e no crescimento adequado;
  • Bebês com condições médicas subjacentes, como problemas gastrointestinais, alergias alimentares, intolerâncias ao leite de vaca, deficiências imunológicas ou distúrbios metabólicos, podem não ser capazes de tolerar fórmulas infantis comerciais;
  • Bebês cujas mães estão doentes ou incapazes de produzir leite suficiente, devido a problemas de saúde, cirurgia ou medicação podem precisar de leite humano doado para garantir uma nutrição adequada durante a fase de aleitamento;
  • Bebês órfãos, abandonados ou que foram separados de suas mães biológicas por várias razões; e
  • Bebês em situações de emergência ou desastres naturais, onde o acesso a fórmulas infantis comerciais pode ser limitado, onde o leite humano doado pode ser uma fonte vital de nutrição.

É importante ressaltar que o leite humano doado é considerado o padrão ouro de nutrição para bebês, especialmente aqueles que estão mais vulneráveis.

 

Fontes – Biblioteca Virtual em Saúde; Fiocruz; Fundação Abrinq; Sociedade Brasileira de Pediatria; CNN Brasil; e Hospital Israelita Albert Einstein.