fbpx

Higienização correta das mãos: a forma mais simples e eficaz de prevenir doenças

A pandemia de coronavírus, que fez milhares de vítimas no Brasil, milhões no mundo e ainda tem contaminado muitas pessoas, nos ensinou um hábito ao qual, nós brasileiros não éramos tão adeptos como deveríamos ser: lavar as mãos com mais frequência. Por mais que seja simples, muitas vezes nos esquecemos de que utilizamos as mãos para praticamente tudo o que fazemos em nosso dia-a-dia.

 Seja em casa, ou no trabalho, no deslocamento entre um e outro ou durante o lazer, as mãos sempre são usadas nos movimentos que fazemos, seja para pegar algo, teclar no computador, cumprimentar outra pessoa, ou abrir uma porta.

Transmissão

E esses movimentos podem carregar e espalhar vírus, bactérias e outros responsáveis por causar doenças que podem ser graves ou, no mínimo, incômodas. Se a transmissão for para uma pessoa com imunidade mais baixa, as consequências podem ser piores. 

 Mas tudo isso pode ter risco mitigado com a frequente e correta lavagem das mãos com água e sabão. Outro hábito que nos foi ensinado durante a pandemia é que, na falta de água e sabão, podemos utilizar o álcool gel para higienizar as mãos e eliminar vírus e bactérias. Esse hábito continua valendo, mesmo com a diminuição de casos da COVID-19.

Para muitas pessoas, esses novos hábitos vieram para ficar e foram intensificados, e devemos lembrar que lavar as mãos ainda é e sempre será uma forma eficiente de prevenir doenças.

 

Fonte: Minha Vida