fbpx
Preconceito – A pior das barreiras para uma pessoa com deficiência.

PRECONCEITO: A PIOR DAS BARREIRAS PARA UMA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

 

Existe uma lei, relativamente nova no Brasil, que foi criada para que os direitos das pessoas com deficiência sejam cumpridos. A criação do Estatuto do Deficiente, em 2015, foi necessária já que apenas a conscientização não era suficiente para garantir o respeito devido a quem requer mais atenção por nascer, ou ter adquirido durante a vida algum tipo de dificuldade física ou neurológica.

O Grupo Cene sempre encampou essa luta para que ações de promoção, assistência, reabilitação e qualidade de vida fossem cada vez mais incorporadas ao dia a dia da empresa e fora dela, assegurando o cumprimento da lei e, principalmente, a conscientização de todos.

Já é sabido que dentro das limitações impostas, a pessoa com deficiência é capaz de fazer coisas que muitas pessoas sem deficiência alguma conseguiriam fazer. Infelizmente o preconceito e falta de aceitação ainda são tabus que impedem o crescimento profissional e pessoal de forma igualitária.

No mês de dezembro, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 3 como Dia Internacional da Pessoa com Deficiência e este texto é mais uma forma de lembrarmos desse grupo minoritário que precisa de mais voz para que suas necessidades sejam ouvidas. Falamos por mais de 17 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no Brasil, segundo o IBGE. Não apenas adultos, mas também crianças, que precisam de atenção psicológica, de saúde e de reabilitação para que possam se tornar adultos sabendo que são tão capazes como qualquer outro.

Também segundo o IBGE, o mercado de trabalho no Brasil é mais um obstáculo que precisa ser superado pela pessoa com deficiência, com pouco mais de 28% dessas pessoas em idade de trabalho conseguirem se posicionar.

Vale lembrar que estamos chegando a 2022, depois de termos passado por uma pandemia que pode ser considerada o maior desafio desse século. Inadmissível que depois de todo o medo, todas as perdas, todo o sofrimento passado, muitos ainda não tenham aprendido que somos pequenos demais e frágeis demais para carregar preconceitos tão grandes.

A pior das barreiras para uma pessoa com deficiência

Fonte: IBGE