Hepatites virais podem ser prevenidas com vacinas e alguns cuidados

Hepatites virais podem ser prevenidas com vacinas e alguns cuidados

As hepatites virais são inflamações causadas por vírus, e neste caso são classificados pelas letras: A, B, C, D e E.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, mais de 70% dos óbitos causados pelas hepatites virais são decorrentes do vírus C.

A hepatite é a inflamação do fígado, podendo ser causada por vírus (as chamadas hepatites virais), ou pelo uso de remédios, álcool, drogas ou ainda doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

Hepatites virais

As hepatites virais nem sempre apresentam sintomas, mas quando eles aparecem geralmente são: pele e olhos amarelados, dor abdominal, enjoos, vômitos, tontura, febre, cansaço, urina escura, fezes claras e febre.

Por serem assintomáticas em vários casos, as hepatites virais podem evoluir de forma silenciosa se tornar crônicas.

Faça exames preventivos frequentemente, especialmente se: não estiver imunizado para hepatite B; for maior de 40 anos e pode ter sido exposto ao vírus da hepatite C, seja por transfusão de sangue ou cirurgias.

Transmissão e Prevenção

Uma das formas de prevenir as hepatites virais é pela vacina. Ela previne contra as formas A e B (sendo que ao tomar a vacina da hepatite B previne-se também a hepatite D).

Para os demais tipos de hepatites virais ainda nãoe existem vacinas disponíveis.

As hepatites virais são transmitidas de várias formas:

– fecal-oral em locais de saneamento básico precário (hepatite A e E);

– contato com sangue contaminado, por meio de seringas, agulhas e objetos cortantes (hepatite B, C e D); e

– mãe para o filho durante a gestação ou parto, a chamada transmissão vertical (hepatite B, C e D).

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico precoce das hepatites virais e o início do tratamento são bastante eficientes para evitar que a doença evolua para cirrose ou câncer de fígado.

Existem testes rápidos, onde o resultado sai na hora, e outros exames feitos em laboratório, para o diagnóstico da doença.

O Sistema Único de Saúde oferece tratamento para os mais diversos tipos de hepatites virais.

A hepatite C tem cura em mais de 90% dos casos quando o tratamento é seguido corretamente. As hepatites B e D têm tratamento e podem ser controladas, evitando a evolução para cirrose e câncer.

A hepatite A é uma doença aguda e o tratamento se baseia em dieta e repouso.

Fontes – Ministério da Saúde.