Endometriose provoca fortes dores e é a principal causa de infertilidade feminina

Endometriose provoca fortes dores e é a principal causa de infertilidade feminina

De acordo com o Ministério da Saúde, a endometriose é uma doença inflamatória provocada por células do endométrio, que é o tecido que reveste o útero, e ao invés de serem expelidas durante a menstruação, acabam se movimentando em sentido contrário, indo para os ovários ou cavidade abdominal, onde voltam a se multiplicar e a sangrar.

Entre os sintomas da endometriose estão:

  •  Fortes cólicas durante o período menstrual que podem impedir a mulher de realizar suas atividades cotidianas;
  •  Dores pélvicas mesmo fora do período menstrual;
  •  Dor na vagina ou pelve durante as relações sexuais;
  •  Alteração do transito intestinal durante o período menstrual, com diarreia ou constipação;
  • Dores para urinar ou evacuar que podem ser acompanhadas de sangue na urina e nas fezes; e
  •  Infertilidade.

A principal causa de infertilidade feminina

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Endometriose e Ginecologia, entre 50% e 70% das mulheres com a doença tem infertilidade; e cerca de 40% das mulheres com infertilidade tem endometriose.

Isso acontece porque a endometriose pode provocar o aparecimento de um cisto denominado endometrioma, capaz de comprometer o futuro reprodutivo da mulher.

Quando existe o diagnóstico e tratamento precoce, o risco de infertilidade causado pela endometriose diminui consideravelmente.

Além disso, cerca de 50% das mulheres com endometriose conseguem engravidar sem tratamento. E outra grande parte consegue engravidar após tratamento.

Endometriose

A endometriose é muito comum em mulheres no período reprodutivo, podendo dar os primeiros sinais logo após a adolescente começara menstruar.

É importante destacar que a hereditariedade está entre os fatores de risco para a endometriose.

O diagnóstico clínico aliado a exames de imagens e de sangue são utilizados no diagnóstico da endometriose.

Tratamento

A endometriose é considerada uma doença crônica, ou seja, ainda não existe uma maneira de curá-la.

Mas felizmente, com os tratamentos adequados, que envolvem medicamentos como anticoncepcionais, ou mesmo cirurgia, é possível que as mulheres com endometriose conquistem qualidade de vida.

Prevenção

Não existe exatamente uma maneira de prevenir a endometriose.

Porém, alguns hábitos auxiliam a diminuir os sintomas. Entre eles estão: diminuir o estresse; aumentar o consumo de alimentos ricos em ômega-3; e manter uma rotina de exercícios físicos.

Fontes: Sociedade Brasileira de Endometriose e Ginecologia; Blog da Saúde/ Ministério da Saúde Biblioteca Virtual em Saúde/ Ministério da Saúde; e Saúde é Vital (link – Medicina)

Faça Um Cometário

Your email address will not be published.