Janeiro Branco: você tem cuidado da sua saúde mental?

Janeiro Branco: você tem cuidado da sua saúde mental?

A campanha Janeiro Branco é dedicada a mostrar às pessoas, e à sociedade, que os seres humanos são seres de conteúdos psicológicos e subjetivos.

A partir disso, ela foi projetada para a promoção de saúde emocional nas vidas de todos os indivíduos que compõe a humanidade, buscando estratégias políticas, sociais e culturais para que o adoecimento emocional seja prevenido, conhecido e combatido em todos os campos, esferas, dimensões e espaços em que o humano se faz presente.

É preciso falar de saúde mental, aprender a cuidar da sua e da saúde mental das pessoas com quem você convive e se relaciona no dia a dia.

Janeiro Branco

Mais do que isso, o Janeiro Branco quer ensinar os indivíduos a pensarem sobre as condições pessoais, sociais, materiais, culturais, subjetivas e objetivas nas quais vivem, nas quais se relacionam e nas quais reproduzem as suas existências.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo:

  • 3% da população geral sofre com transtornos mentais severos e persistentes;
  • mais de 6% da população apresenta transtornos psiquiátricos graves decorrentes do uso de álcool e outras drogas; e
  • 12% da população necessita de algum atendimento em saúde mental, seja ele contínuo ou eventual.

Saúde Mental

Estar com a saúde mental em dia é garantir a qualidade de vida.

Embora cada pessoa tenha suas particularidades e saiba o que lhe dá equilíbrio e, consequentemente, ajude a manter sua saúde mental em dia, listamos uma série de ações que podem colaborar. Veja a que mais se identifica com você e cuide-se.

  • Desconecte-se. Faça um desafio a você mesmo de ficar, ao menos, 30 minutos diários desconectado de toda a tecnologia. Desligue o celular, tablet, TV e use sua mente para outra atividade. Que tal a meditação ou yoga?
  • Durma. Uma boa noite de sono pode fazer maravilhas na sua vida. O sono garante disposição para o dia seguinte e uma mente saudável. Desenvolva o hábito de dormir bem.
  • Deixe o tabagismo. Além dos já conhecidos danos físicos, o cigarro pode prejudicar a saúde mental, pois, o tabagismo pode causar ansiedade e oscilações de humor.
  • Para que a mente esteja bem, é preciso manter o corpo saudável. A combinação ideal é boa alimentação e uma rotina de atividade física. Uma caminhada de 50 minutos, quatro vezes por semana, pode mudar muito sua qualidade de vida. Paralelo a isso, tenha uma alimentação equilibrada, rica em frutas e verduras, e evite frituras, açúcar e alimentos ultra processados.
  • Diga não. Isso mesmo, as vezes é preciso dizer não para algumas coisas e pessoas. É importante ser gentil e prestativo, mas viver em função de agradar os outros pode prejudicar seu equilíbrio mental. Quando não puder atender os pedidos, ou não quiser fazer alguma coisa, aprenda a dizer não.
  • Esteja em contato com a natureza. De acordo com um estudo britânico, as áreas verdes urbanas aumentam em até 8% a sensação de satisfação com a vida. Que tal fazer uma caminhada no parque, ou em áreas verdes? Um momento de meditação, e até mesmo de contemplação, também vale a pena. Pisar no chão de terra, descalço é outra prática bastante satisfatória para muitos.

Fontes: Janeiro Branco; Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo; Exame (link – Estilo de Vida); IG (link – Saúde); MSN (link Saúde).